CURSO: MARXISMO & EDUCAÇÃO

📆 Data: 02, 09, 16 e 23/10/2021.

 

⏰Horário: sempre aos sábados, das 09h30 às 11h30min.

 

✔️Inscrições: https://www.sympla.com.br/curso---marxismo--educacao__1313208
 
Introdução:
     Em tempos de conjunção de crises (sanitária, econômica, social e ambiental), o curso “Marxismo & Educação” pretende ser uma ferramenta de luta para superação das formas de exploração enfrentadas no atual contexto educacional. Dessa forma, em sinergia com as discussões do centenário de natalício do patrono da educação brasileira, Paulo Freire, o Sinpro-Guarulhos convida a todos e todas para participar desse importante espaço de reflexão e articulação com o intuito de pensar a precarização docente em pleno século XXI. Práticas como aulas remotas, expansão do EaD, modelo híbrido, novas tecnologias/plataformas digitais, “ensalamento” e o alijamento do saber crítico estão sendo articulados por políticas educacionais nos mais variados níveis da educação privada e pública brasileira. Neste contexto, o presente curso almeja retomar o pensamento marxista com a finalidade de se pensar uma “educação para além do Capital” (Mészáros, 2005).
 
Objetivos:
     A partir do materialismo histórico o curso visa problematizar os aspectos educacionais presentes na obra Marx. Somado a isso, o curso objetiva abordar a relação entre marxismo e educação na América Latina e no Brasil, destacando as contribuições de autores ligados ao pensamento marxista no século XX.

 

Conteúdo:
Módulo I (02/10/2021) - Educação e consciência em Marx;
Módulo II (09/10/2021) - A Educação em O Capital;
Módulo III (16/10/2021) - José Carlos Mariátegui e a educação pública;
Módulo IV (23/10/2021) - 100 anos de Paulo Freire e a pedagogia histórico-crítica.
 
Metodologia:
Aulas expositivo-dialogadas com a indicação de leituras prévias para o debate dos conceitos. Também está previsto a utilização de material audiovisual durante os encontros. Curso 100% on-line a ser realizado na plataforma Google Meet.
  
Público de interesse
Estudantes, professores(as), trabalhadores(as), comunidade acadêmica e de demais profissionais da área de educação e dos movimentos sociais.

Requisitos:
 Apenas ter a disponibilidade de 08 horas para a realização das aulas.

Docentes:
- Prof. Dr. Gustavo Menon (EACH-USP)
Lattes: http://lattes.cnpq.br/9027785526016734
Pós-doutorando em Direitos Humanos pela Universidade de Salamanca (USAL-Espanha). Doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina na Universidade de São Paulo - PROLAM/USP. Graduado e Mestre em Ciências Sociais na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP. Pesquisador do Núcleo de Estudos de Ideologias e Lutas Sociais (NEILS/PUC-SP) e no Grupo de Trabalho "China e o Mapa do Poder Mundial", do Conselho Latino-americano de Ciências Sociais - CLACSO, Argentina. Docente na Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (EACH/USP).
- Prof. Dr. Henri de Carvalho (NETHIPO-PUC/SP)
Pós-Doutor em História pela Universidade Nacional de Córdoba (UNC - Argentina). Graduado, Mestre e Doutor em História pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). Músico e pesquisador do Núcleo de Estudos de História, Trabalho, Ideologia e Poder (NEHTIPO). Diretor do SINPRO-Guarulhos e docente no ensino superior privado.
 
Certificação: Sinpro-Guarulhos.
Valores: R$ 109,99 – com desconto de 50% para professores sindicalizados e bolsas de estudos para estudantes cotistas. Com os valores você contribui para luta sindical dos professores e professoras da cidade de Guarulhos – SP.
Materiais inclusos no curso:
Aulas on-line (ao vivo ou gravadas);
Disponibilização materiais de cada aula;
Acesso ao conteúdo gravado;
Indicação de bibliografias complementares;
Suporte dos professores em dúvidas ou questões sobre projetos de pesquisa, extensão ou ensino.
Certificado de 08 horas válido para atividades complementares. 

 
Bibliografia:
CARVALHO, Henri de. A Educação em O Capital. São Paulo: Fontes, 2019.
FERNANDES, Florestan. A universidade brasileira: reforma ou revolução? São Paulo: Ed. Alfa-Ômega, 1975.
FREIRE, P. Educação e mudança. 7ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.
FREIRE, Paulo. Educação e Atualidade Brasileira. 3. Ed. São Paulo: Cortez, 2001.
FREIRE. Pedagogia do oprimido. 17ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.
FRIGOTTO, Gaudêncio. A produtividade da escola improdutiva. Um (re) exame das relações entre educação e estrutura econômico-social capitalista. 4ªed. São Paulo: Cortez, 1993.
LOWY, Michael. O marxismo na América Latina: uma antologia de 1909 aos dias atuais. São Paulo: Expressão Popular, 2016.
MARIÁTEGUI, José Carlos. Defesa do marxismo. São Paulo: Boitempo, 2011.
MARIÁTEGUI, José Carlos. Sete ensaios de interpretação da realidade peruana. Sao Paulo: Expressão Popular, Clacso, 2010.
MARX, Karl. O Capital: crítica da economia política. São Paulo: Boitempo, 2013.
MARX, Karl. Manuscritos econômicos e filosóficos. São Paulo: Boitempo, 2004.
MARX, Karl. A Ideologia Alemã. In Obras Escolhidas Vol.I. Lisboa: Avante, 1982.
MELLA, Julio Antonio [1925]. ¿Puede ser un hecho la reforma Universitaria? Revista Integración y conocimiento, n. 7, v. 2. Recuperado el 25 de julio de 2018.
MENON, Gustavo. A reforma de Córdoba, movimentos estudantis e seus Impactos para o ensino superior na América Latina. Revista de História da Educação / History Education Journal. Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, 2021. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/2236-3459/103376.
MÉSZÁROS, István. A educação para além do Capital. Trad. Tavares, Isa. Trad. de: Education beyond capital . São Paulo: Boitempo, 2005.
MIRANDA, Kenia. Lutas por educação no Brasil recente: o movimento docente da educação superior. Niterói: EDUFF, 2017.
RIBEIRO, Darcy. A universidade necessária. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1969.
SADER, Emir; GENTILI, Pablo; ABOITES, Hugo (Org.). La reforma universitaria: desafíos y perspectivas noventa años después. Buenos Aires: CLACSO, 2008.
SAVIANI, Dermeval. A pedagogia no Brasil: história e teoria. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 2008.
SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre a educação política. 33. ed. Campinas: Autores Associados, 2000.
SAVIANI, Dermeval. História das ideias pedagógicas no Brasil. 3. ed. rev. Campinas, SP: Autores Associados, 2010. (Coleção Memória da Educação).
SILVA, Maria Emilia Pereira da. Metamorfose do trabalho docente no ensino superior: entre o público e o mercantil. Rio de Janeiro: UERJ, 2012.

Apoio:
  • Núcleo de Estudos de História: Trabalho, Ideologia e Poder – NEHTIPO;
  • Núcleo de Estudos de Ideologias e Lutas Sociais – NEILS;
  • Grupo de Estudos de Hegemonia e Lutas na América Latina – GEHLAL/Maranhão.