ACORDO JUDICIAL EM AÇÃO CÍVIL PÚBLICA MOVIDA PELO SINPRO GUARULHOS DETERMINA SUSPENSÃO IMEDIATA DAS AULAS PRESENCIAIS NAS ESCOLAS PRIVADAS E PÚBLICAS DE GUARULHOS

 

     Foi publicada no início da noite a ata da audiência presidida pelo Juiz Dr.  Rodrigo Tellini de Aguirre Camargo, da 1ª Vara da Fazenda Pública do Foro de Guarulhos, e  realizada hoje,  nos autos da Ação Civil Pública movida pelo Sinpro Guarulhos, de nº 1014876-18.2021.8.26.0224 e pela APEOESP, de nº 1013189-06.2021.8.26.0224.

 

     O Sinpro Guarulhos, assim como a Apeoesp, questionaram judicialmente a retomada das aulas presenciais quando a pandemia se mostra ainda fora de controle e com índices de ocupação de leitos e mortalidade extremamente preocupantes. Esse questionamento se deve à preocupação dos docentes com a preservação da saúde e da vida, assim como com a propagação do vírus em ambiente escolar que pode afetar toda a comunidade e retardar o combate e controle da pandemia. 

 

      O acordo judicial prevê também uma nova audiência  em 26 de maio de 2021 e indica a retomada das aulas presenciais somente 31 de maio, a depender das condições sanitárias e de retorno seguro. 

Também determina que para a retomada segura das aulas e atividades presenciais, os professores e professoras devem estar imunizados. 

 

      Os efeitos deste acordo são imediatos. O Sinpro Guarulhos reitera seu compromisso com a saúde e a vida de professores e da comunidade escolar, reafirma também sua convicção na luta pelo enfrentamento de fato à pandemia. 

 

✊🏽 Sindicato é pra lutar!

Sinpro Guarulho